Não devia valer

Agora já ta começando a ficar sem graça. Nesse fim de semana Vettel não tomou conhecimento dos adversários (de novo) e venceu (de novo) de ponta a ponta, numa atuação perfeita de piloto-carro-equipe! O vencedor do resto foi Webber e Alonso completou o pódio, o primeiro da Ferrari esse ano. Mas a corrida não foi chata, pelo contrário, foi bem animada e um pouco menos caótica do que a última. Valeu a pena ver.

Vettel deve repetir essa cena mais um monte de vezes esse ano

Semana passada eu fui ver Thor no cinema (adoro filme de quadrinhos) e no começo do filme, Thor da porrada nos gigantes de gelo, chega a ser apelão! Ai no fim do filme meu primo fala: “Não devia valer usar o Thor numa briga”. Eu to meio com essa sensação com relação ao Vettel. Ele usa o seu Mjolnir de quatro rodas e acabou a brincadeira. Da pena do resto. E todo o conjunto funciona perfeitamente. Se falou (leia-se Galvão) muito do tempo dos pit-stops, que erraram no do Massa e aquela coisa toda. Tudo bem, erraram mesmo, e no do Hamilton também. Uma parada em 5 segundos não é um tempo bom. Mas fazer o que a Red Bull fez é incrível. Vettel fez paradas em 3.1 e 3.3. Não é só as outras equipes que não estão bem, a Red Bull é que está destruindo.

Na briga dos mortais, longe de Asgard, Webber fez o mínimo que se espera dele ao chegar em segundo e Alonso mostrou que a Ferrari tem realmente um ritmo de corrida. O resultado final ficou:

1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 58 voltas em 1h30m17s558
2 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 8s807
3 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 10s075
4 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 40s232
5 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 47s539
6 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 59s431
7 – Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) – a 1m00s857
8 – Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – a 1m08s168
9 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 1m09s300
10 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m18s000
11 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 1m19s800
12 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1m25s400
13 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1 volta
14 – Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
15 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 1 volta
16 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 1 volta
17 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 1 volta
18 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 1 volta
19 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 2 voltas
20 – Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) – a 2 voltas
21 – Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) – a 3 voltas
22 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – a 5 voltas

Não completaram:
Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 14 voltas/mecânico
Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – a 58 voltas/câmbio

Melhor volta: Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m29s703, na 48ª

De resto tivemos boas brigas, principalmente entre companheiros de equipe, Button x Hamilton e Petrov x Heidfeld tiveram boas disputas. A Mercedes mostrou que melhorou em classificação, mas ainda não tem um bom ritmo de corrida e os carros prateados foram os mais ultrapassados da corrida (O que deve acontecer quase sempre já que todo mundo passa o Schumacher varias vezes durante as corridas, parece que ele já ficando meio de saco cheio). Aliás, as ultrapassagens mais uma vez aconteceram o tempo todo, mas nesse GP especificamente, ficaram muito artificiais. To começando a achar que a asa móvel é um exagero. Só com os pneus e o KERS já ta legal. Outra coisa que aconteceu nessa corrida,  as equipes já perceberam que não dá pra fazer uma parada a menos. Dessa vez só o Button tentou isso e se deu mal. Isso deixa a corrida um pouco menos caótica, já que desde o começo já se sabe que todo mundo deve manter uma tática parecida. De qualquer maneira os pneus ainda são válidos, já que nem todos param na mesma volta, e  cada carro gasta pneus de forma diferente, com isso sempre tem um momento na corrida em que essa diferença “vira” ultrapassagem.

Button e Hamilton travaram uma ótima briga no GP Turco

Quanto aos brasileiros, Rubinho teve até um bom fim de semana, quase levou aquela lesma azul pro Q3, e andou nos pontos durante um bom tempo. Uma tática equivocada e uma saída de pista levaram o piloto lá pra trás. E Massa, o maior vencedor de Istambul, e que sempre corre bem lá, precisava daquele olho turco no capacete. Deu tudo errado e fez coisas erradas também. Foi prejudicado por pit-stops ruins e um horrível (foi tão ruim que seria considerado ruim mesmo quando tinha abastecimento) e ainda errou, saiu da pista e perdeu várias posições. Com isso não fez nem pontos. Fim de semana pra esquecer, ainda mais com seu companheiro chegando no pódio.

Massa entre as duas Lotus Renault. O brasileiro não foi bem ontem

Pra finalizar, depois da primeira leva de atualizações temos um panorama bem parecido com antes, a grande mudança sendo basicamente a melhora da Mercedes e a queda da Lotus Renault. Vou ficando por aqui. Boa noite para todos…

Sobre Pedro Horta

Engenheiro Mecânico que dá pitacos sobre F1, mas tb apaixonado por esportes, principalmente futebol, e uma boa cerveja!
Esta entrada foi publicada em GP da Turquia com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s