Ele faz a diferença!

Vettel é o cara. Hoje em Barcelona mostrou que não é só a Red Bull que domina, mas ele também faz a diferença. Pela primeira vez no ano precisou mostrar talento pra vencer, e o fez mostrando porque é o campeão mundial! A corrida em si foi a mais fraca do ano, mas se comparado com os últimos GPs da Espanha, foi teste pra cardíaco.

Não é a foto da semana passada não, essa já é de hoje mesmo. Vettel está levando tudo

Apesar da grande reta a asa móvel não funcionou muito bem em Montmeló, os carros não conseguiam sair da última curva juntos e foram pouquíssimas as ultrapassagens na grande reta. Com relação ao circuito em si, eu defendo que não se deve correr onde se testa na pré-temporada. Acontece sempre isso em Barcelona (pista mais utilizada para testes no início do ano), todo mundo já sabe mais ou menos o acerto que tem que usar, o que funciona, o que não funciona, poucos arriscam, e isso sempre leva pra uma corrida mais chata.

Mas voltando a prova de hoje, fazendo um breve resumo, Webber, o pole, largou mal, caiu pra terceiro, Alonso pulou pra ponta, com Vettel em segundo. Aconteceu um monte de coisas na meiuca, na segunda parada Vettel passou Alonso, e Hamilton foi ganhando espaço. No fim, Hamilton encostou em Vettel que soube defender bem a posição, mesmo sem poder usar o KERS sempre. O resultado final ficou assim:

1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 66 voltas em 1h39m03s301
2 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 0s630
3 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 35s697
4 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 47s966
5 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 1 volta
6 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1 volta
7 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1 volta
8 – Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) – a 1 volta
9 – Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
10 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
11 – Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – a 1 volta
12 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1 volta
13 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1 volta
14 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 1 volta
15 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 1 volta
16 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 2 voltas
17 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 2 voltas
18 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 2 voltas
19 – Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – a 3 voltas
20 – Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) – a 3 voltas
21 – Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) – a 4 voltas

Não completaram:
Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 8 voltas/câmbio
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 18 voltas/acidente
Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – a 38 voltas/mecânico

Melhor volta: Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m26s727, na 52ª

Alonso fez uma boa largada e assumiu a ponta

Aliás, esse finalzinho, se não foi assim espetacular, pelo menos divertiu bastante. A corrida não definida numa ultrapassagem mas na defesa de posição do Tião alemão. Aí que ele fez a grande diferença. Mostrou que não é só o carro da Red Bull. Soube defender a posição, com um KERS meio defeituoso, contra a asa móvel e toda a empolgação do Hamilton. Não foi assim eletrizante, mas foi bem feito, mostrando ali quem manda. Pra mim, ele já levou o campeonato. As McLarens também foram muito bem, Hamilton, ousado como sempre, e Button, com sua condução limpa e administrando o desgaste dos pneus, conseguiu fazer uma boa estratégia e depois de cair pra décimo, conseguiu ficar no pódio! Outros destaques foram Heidfeld, que largou em último e chegou em oitavo, as Sauber foram bem também, todas na zona dos pontos, as Lotus “verde” foram bem também, estão deixando de ser equipe nanica pra ser apenas pequena. E Schumacher ficou na frente do Rosberg com um ótimo sexto lugar.

Hamilton fez uma ótima corrida e terminou em segundo

Os brasileiros foram mal o tempo todo, o fim de semana todo, e o Massa, com ajuda da Ferrari, fez um dos seus piores fins de semana do ano! A Ferrari, por sinal, continua mal, e o desempenho do Alonso hoje se deve exclusivamente à condução do espanhol. Rubinho só andou lá atrás, numa equipe que também está em crise. Fim de semana para ser esquecido pelos dois.

Pra finalizar, dos três primeiros só errei o Webber! To melhorando nisso! E dessa vez, sem folga no fim de semana, Domingo que vem tem a charmosa (e chata) corrida de Mônaco. Bom dia para todos…

Sobre Pedro Horta

Engenheiro Mecânico que dá pitacos sobre F1, mas tb apaixonado por esportes, principalmente futebol, e uma boa cerveja!
Esta entrada foi publicada em GP da Espanha com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Ele faz a diferença!

  1. Como disse o Vettel: “Yabadabadoo!!! pimpiritiririritintim”
    Devíamos dar o carro dos Flintstones pra ele, pra saber se as pernas dele são tão boas assim. Ou pior, devia ter uma regra que o Vettel terá que fazer todas as demais corridas na Virgin. Ou pior ainda, seus pit stops terem que ser feitos pela Ferrari.

    Mas, bem, deem logo o caneco pro cara e vamos pra casa…

  2. Analisando os números desta temporada podemos ver que além de Vettel apenas mais dois pilotos tem condições de conquistarem o bicampeonato este ano: Lewis Hamilton e Jenson Button. Para que eles consigam esse feito terão que somar mais pontos que Vettel e que todos os outros pilotos ao final da temporada. Vettel por sua vez terá que somar mais pontos do que todos os demais no fim das corridas.

    Assim, podemos concluir pontualmente que cada um deles tem 50% de chances de conseguir o bicampeonato.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s