BICAMPEÃO!

Sebastian Vettel fez história, o bi-campeão mundial, campeão
com 4 rodadas de antecipação, e ele só tem 24 anos, e disputou apenas 4
temporadas e meia (contando com a atual) na F1. Se vai virar um novo
Schumacher, um novo Senna, só o tempo dirá. Mas que ele está no caminho pra
isso, isso ele está!

Agora Vettel levante dois dedos para o alto!

Como a corrida foi meio caidinha, não vale a pena perder
muito tempo falando sobre ela. Vale só comentar mais uma grande exibição de
Jenson Button, Alonso tirando leite de pedra, Massa e Hamilton se estranhando
de novo (eles ainda vai sair no tapa) e uma péssima atuação de Bruno Senna, que
chegou a andar atrás das Lotus! O resultado que levou Vettel ao Bi foi:

 1 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 53 voltas em 1h30m53s427
2 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 1s160
3 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – a 2s006
4 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 8s071
5 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 24s268
6 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 27s120
7 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 28s240
8 – Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 39s377
9 – Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – a 42s607
10 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 44s322
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 54s447
12 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1m02s326
13 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m03s705
14 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 1m04s194
15 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 1m06s623
16 – Bruno Senna (BRA/Renault-Lotus) – a 1m12s628
17 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 1m14s191
18 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 1m27s824
19 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 1m36s140
20 – Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – a 2 voltas
21 – Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) – a 2 voltas
22 – Daniel Ricciardo (AUS/Hispania-Cosworth) – a 2 voltas
23 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – a 2 voltas

Não completou:
Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 42 voltas/roda

Melhor volta:

Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m36s568, na 52ª

Button venceu o fraco GP japonês

Agora falando do que interessa: Sebastian Vettel! A primeira
vez que eu ouvi falar de Vettel foi em 2006, nos treinos livres para o GP da
Hungria, quando Vettel andou de BMW e foi o mais rápido do treino, inclusive na
frente de Schumacher e Alonso! Na época, quebrou todos os recordes de
precocidade com um carro de F1, inclusive sendo o piloto mais jovem a ser
multado, nesse mesmo treino, quando ultrapassou o limite de velocidade nos
boxes! Um ano mais tarde, fez sua estréia na F1 na BMW no GP dos EUA,
substituindo Kubica que tinha sofrido um acidente uma semana antes no Canadá! E
pontuou logo no seu primeiro GP, com um oitavo lugar. Pouco depois assumiu o
lugar de Scott Speed na Toro Rosso, virando titular de uma equipe de F1 de vez!
Nesse ano, ele começou a impressionar, chegando a liderar o GP do Japão debaixo
de chuva forte!

Vettel no comecinho de carreira, na BMW

 No ano seguinte veio a primeira vitória e com uma equipe pequena, a Toro Rosso (Aliás, a Toro Rosso ganhou sua primeira e única corrida antes da Red Bull). Essa corrida foi
histórica! Primeiro porque em 2008, tivemos 5 equipes diferentes vencendo
corridas (Além das grandes Mclaren e Ferrari, Kubica ganhou a única corrida da
BMW e Alonso venceu duas com a Renault, além de Vettel com a Toro Rosso), só
que dessas vitórias, as de Kubica e Alonso foram em ocasiões especiais, depois
de muitos acidentes e chuva e marmeladas. A de Vettel não. Ele fez a pole e
venceu corrida com a sua Toro Rosso em condições iguais as de todo mundo! E
obviamente, tudo isso debaixo de chuva! E o cara tinha só 21 anos! Me lembro de
assistir essa corrida pela internet, no site da BBC e, já no pódio, o narrador
vibrava falando: “Esse é o hino da Alemanha e depois o da Itália, e não é o
Schumacher!” Essa vitória foi comparada a atuação de Senna em Mônaco em 84

Vettel comemora a grande vitória no GP da Italia de 2008

Depois disso veio a Red Bull e no seu segundo ano completo,
já foi vice campeão. Tudo bem que ele não chegou a disputar o titulo
efetivamente, e passou o Rubinho no fim do ano, mas o que vale é a posição
final! E nesse ano começaram as vitórias com mais freqüência, foram 4 e já
ganhou o status de grande piloto.  E ano passado veio o primeiro título. Foi um ano conturbado, em que Vettel errou muito e mesmo assim, contando com uma ajudinha do Petrov na última corrida, levou o caneco com mais 5 vitórias e se tornou o campeão mais jovem da história! Agora em 2011 não teve nem graça. A maturidade que faltou ano passado e que lhe trouxe confusões e batidas finalmente veio. Ele não errou, tirou
sempre o que foi preciso do carro pra ficar com as poles e as vitórias quando
foi preciso! E os números são impressionantes:  9 vitórias e 14 pódios em 15 corridas, com 12 pole positions! Campeão com 4 rodadas de antecipação! Um massacre!

Agora muitos comparam Vettel com Schumacher e Senna. Acho
que, como sempre, é uma comparação complicada, mas que o Tião alemão tem
chances de se tornar um dos maiores pilotos da história isso ele tem. Com
apenas 24 anos, muita carreira pela frente e com campeonatos com cada vez mais
corridas, Vettel tem todas as condições de quebrar os recordes de Schumacher.
Talvez ganhar 5 títulos seguidos como o velho alemão seja mais complicado, mas que
ele pode passar de 7 no total, isso ele pode! Também sofre um pouco daquilo que
Schumacher sofria, em que se dizia que vencia porque não tinha adversários a
altura e só porque tem o melhor carro! Quanto aos adversários, tudo bem, ele
pode não ter um Senna, um Prost, ou até mesmo um Schumacher nos bons tempos,
mas tem uns caras bem enjoados como Alonso, Button e Hamilton! E quanto ao
carro, sem contar o banho que ele deu no Webber esse ano, sempre que foi
preciso, tirou o que podia do carro pra vencer, fez boas ultrapassagens (como a
sobre Alonso no GP da Itália) e sem contar a já mencionada vitória em 2008 com
uma Toro Rosso. Esse ano foi simplesmente uma combinação perfeita entre um
grande piloto e um grande carro. Vettel é um piloto diferenciado e que ainda
tem muita carreira pela frente!

Essa cena se repetiu várias vezes nesse blog durante o ano

E , vale lembrar que o ano não acabou. Ainda temos 4 amistosos pra ver! Esse lance de disputa pelo vice é balela, se lá na frente tá tudo decidido mesmo, vale a pena as brigas no meio do pelotão. Tem gente sem emprego garantido tendo que fazer bonito! E esse fim de semana já tem o GP da Coreia! Amanhã tem mais, voltando a falar do campeonato, ou dessas exibiçõesfinais! Boa tarde para todos…

Sobre Pedro Horta

Engenheiro Mecânico que dá pitacos sobre F1, mas tb apaixonado por esportes, principalmente futebol, e uma boa cerveja!
Esta entrada foi publicada em GP do Japão com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s