Petrov na Caterham e a aposentadoria do Trulli

Salve amigos do blog que não estão nos blocos de carnaval do Rio de Janeiro, estou de volta num post rápido pra falar do principal assunto de ontem: a Caterham trocou o Trulli pelo Petrov. A medida, que foi muito especulada no fim do ano, chegou a gerar surpresa agora até porque o Trulli já tinha até feito testes de pré temporada.

A desculpa oficial do Tony Fernandes (dono do time) é que o time precisa passar por um processo de renovação, e que Petrov é um piloto mais novo, e também citou a economia mundial. Mas na verdade isso tem é muito dedo do Sr Bernie Eclestone, que já confirmou para 2014 um GP na Russia e vai tentar, de todas as maneiras, manter Vitaly até lá em algum cockpit. Eu não condeno a troca não, Trulli já estava com uma cara de saco cheio, tomou pau do Kovalainen dois anos seguidos, e tava velho mesmo, tava já na hora de se aposentar. Mas só achei meio tosco no momento que foi, com os times já fazendo pré temporada. O Italiano chegou a andar com o CT01 semana passada. Fiquei com pena do Trulli. Mas enfim, vida que segue. O fato marcante de tudo isso é que depois de uns 40 anos (não sei precisar exatamente quantos anos, mas é perto de 40 mesmo), não vai ter nenhum piloto italiano na F1. Alias, que isso sirva de alerta pra gente…

Petrov todo pimpão com o casaco da equipe nova

Trulli se aposenta depois de 15 temporadas, passando por Minardi, Prost, Jordan, Renault, Toyota e Lotus(Caterham). Algumas boas passagens foram na Prost, principalmente no emocionante GP de Nurburgring em 99, quando levou a equipe francesa ao segundo lugar entre as Stewarts de Hebbert e Barrichello. Foi uma corridaça. Pela Renault, conseguiu sua única vitória, em Mônaco em 2004, mas já sendo ofuscado pela estrela que estava surgindo, Fernando Alonso. Depois apostou no projeto da Toyota e conseguiu alguns bons resultados, ficando muito dependente da irregularidade dos carros japoneses, que às vezes eram bem bons, outras vezes, um fracasso. Foram 7 pódios e 2 poles pela Toyota. Com o fim do time japonês, apostou todas as suas fichas na nova Lotus, equipe novata que só andou no fim do grid, apesar de ser promissora. Era um piloto querido por todos, mas já tava realmente na hora de parar.

Trulli com seu ex-patrão, Alain Prost no fim dos anos 90

Antes de terminar, vai um pequeno aperitivo do novo W03, carro da Mercedes para esse ano, que só será apresentado oficialmente na terça feira. O time alemão fez um shake-down com o novo carro e teve um espertinho que conseguiu uma rápida foto com o celular, comprovando que o carro também tem bico com degrau. A Mercedes também lançou um vídeo com uma câmera on-board, desse teste, mas que não dá pra tirar muitas conclusões. Dêem uma olhada ai embaixo:

O novo W03 fazendo shake-down

E vou ficando por aqui, provavelmente eu volto na terça com o novo Mercedes e mais uma bateria de testes da F1, agora em Barcelona! Bom carnaval para todos…

Sobre Pedro Horta

Engenheiro Mecânico que dá pitacos sobre F1, mas tb apaixonado por esportes, principalmente futebol, e uma boa cerveja!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s